Foto: AnadefBrasília – Entre 5 e 7 de novembro, a sede da Defensoria Pública da União (DPU), em Brasília, recebe a II Reunião de Defensoras e Defensores de Direitos Humanos e o VI Encontro Nacional dos Coordenadores dos Grupos de Trabalhos. Os eventos têm como objetivo definir diretrizes de atuação estratégica e permitir o compartilhamento de informações sobre a temática de direitos humanos.

Foto: Anadef“A atuação coletiva é nossa faceta mais nobre, porque uma ação pode representar milhares de beneficiários. Estamos passando por uma mudança de perspectiva política, e é um momento oportuno para discutirmos nosso trabalho de forma estratégica”, afirmou o defensor público federal Gabriel Faria Oliveira, que toma posse nesta quarta-feira (7) como defensor público-geral federal.

O defensor nacional de direitos humanos, Eduardo Nunes de Queiroz, destacou a importância da profissionalização dos defensores que atuam em grupos de trabalho (GTs) e nas regionais de direitos humanos. Para ele, o futuro da DPU é focar cada vez mais na atuação coletiva, não apenas para atender um número maior de assistidos, mas também para influenciar a implantação de políticas públicas que possam beneficiar essas pessoas. O secretário-geral de Articulação Institucional, Renan Vinícius Sotto Mayor, também destacou a atuação proativa sobre políticas públicas como forma mais estratégica de trabalho.

Foto: AnadefO subdefensor-geral federal, Jair Soares Júnior, destacou a importância do planejamento para a reflexão sobre questões sufocadas pelas demandas do dia a dia. “Estamos em um divisor de águas, um momento para represarmos o que queremos para a Defensoria como instituição”, afirmou. Já para a secretária geral executiva, Séfora Azevedo Silva Zortéa, no cenário de limitação orçamentária trazido pela Emenda à Constituição nº 95, a busca ativa deve ser o norte da atuação da DPU, a fim de que mais pessoas sejam atendidas com o mínimo de recursos.

Por fim, o presidente da Associação Nacional de Defensores Públicos Federais (Anadef), Igor Roque, parabenizou a iniciativa do evento e sugeriu que a Defensoria encontre uma pauta estratégica para guiar a divulgação da instituição.

Confira a programação do evento.

KNM
Assessoria de Comunicação Social
Defensoria Pública da União